8 de jul de 2009

Breuer, Josef. Médico e fisiologista austríaco, e fundador da psicanálise, Josef Breuer nasceu a 15 de janeiro de 1842 e faleceu a 20 de dezembro de 1925, em Viena. Seu pai, Leopold Breuer, era professor de religião na comunidade judaica de Viena. Devido à morte prematura de sua mãe, foi criado por sua avó materna. Breuer uniu-se ao médico Sigmund Freud o ambos publicaram em conjunto um artigo sobre o método desenvolvido, e dois anos depois fizeram o livro que marcou o início da teoria psicanalítica, Studien über Hysterie ("Estudos sobre a histeria"). Esse livro é geralmente considerado o marco inicial da psicanálise, mas valeu a Breuer muitas críticas que o magoaram, feitas pelos colegas no meio médico vienense.
A parceria entre os dois analistas foi interrompida, devido a Breuer não aceitar o ponto de vista de Freud quanto a recordações infantis de sedução. Freud acreditava que as suas pacientes tinham sido realmente seduzidas quando crianças. Só mais tarde Freud reconheceu que Breuer estava certo ao contestar, quando dissera que essas memórias eram fantasias infantis. Os médicos chamados "Breuerianos," continuaram a utilizar as técnicas originais de catarse desenvolvidas por Breuer sem adotar as modificações introduzidas por Freud. Em 1894, Breuer foi eleito para a Academia de Ciências de Viena. Faleceu em Viena em 1925 e sua filha Dora, ao tempo que Freud fugiu para a Inglaterra para escapar aos nazistas, preferiu o suicídio a cair nas mãos dos alemães. Uma de suas netas porém foi vítima da perseguição nazista, enquanto vários outros membros da família se viram forçados a emigrar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário